quinta-feira, 17 de março de 2011

A balança do Ronaldo

Athos Ronaldo Miralha da Cunha
twitter/athosronaldo

O ex-craque Ronaldo Nazário cumpriu a promessa do ano passado com o bando de malandros do CQC da Band. O ex-fenômeno tinha que se pesar, ao vivo, diante das câmaras, se o Corinthians perdesse o campeonato brasileiro de 2010.
Chegou ao estúdio portando sua própria balança e vestindo a indumentária padrão dos apresentadores. Os números digitais do peso chegaram a 73 kg. Isso, sim, é um fenômeno!
Olhando-se o histórico do programa poderíamos imaginar mais uma sacanagem do CQC ou uma pegadinha com o Ronaldo. Os 73 quilinhos parecem um engodo – ou seria engordo –, visto que o perfil do “corintiano” em campo não era de um esbelto craque. Se o Ronaldo pesa 73 kg eu sou anoréxico.
Na entrevista coletiva que anunciou a sua despedida do futebol comentou que o corpo não obedecia mais a mente. O rapaz é uma pessoa bonachona, bem-humorada, deve ser um amigão, mas a imprensa foi muito condescendente, estava a olhos vistos que o corpo era desobediente, a carreira havia terminado. E já fazia algum tempo.
É sabido que um em cada dois brasileiros está acima do peso. E que esse pessoal tem uma briga ferrenha com as balanças. O programa Globo Repórter – um dos bons programas da nossa televisão – tem feito várias reportagens sobre a saúde e modo de vida dos brasileiros. No último, que tratou dos gordinhos, chamou atenção imagens de um Brasil mais saudável. Em um filme antigo, pessoas caminhavam em preto e branco por uma grande cidade e todos os pedestres eram magros. Em contraponto, coloridas tomadas atuais em que havia um significado número de pessoas com sobrepeso e obesas. Em outras cenas, pessoas estressadas e fazendo refeições em fast-food ou comendo uma guloseima qualquer em pé diante de um balcão.
A reeducação alimentar, ingerir muita água e exercícios físicos regulares estão em todas as recomendações para quem deseja ter melhor qualidade de vida, redução de peso e, definitivamente, fazer as pazes com a balança.
Não há escapatória, os brasileiros gordinhos que desejarem emagrecer terão que encarar um brócolis, tomate, couve-flor e alface na hora do almoço – tudo com pouco ou sem sal – e gelatina diet de sobremesa. Não adianta o olhar de resignação com o vizinho de mesa que se delicia com uma enorme pizza calabresa, um litrão de coca-cola e finaliza a refeição com uma generosa fatia de pudim de chocolate com morango.
No entanto, se não quiser encarar esse sacrifício com os vegetais, uma outra hipótese para reduzir o peso seria pedir emprestada a balança do Ronaldo. Mas, convenhamos, essa é uma balança muito especial. Acho que ela só reduz peso de craques aposentados.

2 comentários:

Djabal disse...

Para ajudar no raciocínio: ele se aposentou entre outros motivos por não conseguir se manter no peso ideal, correto?
Pois bem, ele tem de altura l,83mts. e 73 quilos de peso, portanto o seu índice de massa corporal é de 21,79, o que significa que ele está dentro, rigorosamente, dentro do peso. A boa notícia é: ele voltará aos campos, conseguiu que a tireoide funcionasse! Abraços.

Athos Ronaldo Miralha da Cunha disse...

Só para constar, olhando-se a fachada do craque percebe-se que é impossível ele pesar os 73 quilos, esse é o fato.